Saiba como reduzir o custo de vendas da sua empresa

De olho nos custos de vendas

Custos de Vendas! Muitas empresas fecham suas portas devido incompreensão dos custos operacionais envolvidos, principalmente na área comercial. Reduzir o custo de vendas representa uma grande vantagem competitiva. Além de permitir que o empresário invista na melhoria de produtos e serviços.

Mas qual é o segredo para que isso aconteça? Como reduzir o custo de vendas sem prejudicar a qualidade do atendimento? Isso é o que veremos neste post. Acompanhe!

Entendendo o Custo de Vendas

Também conhecido como CMV (Custo por Mercadoria Vendida), representa a soma das despesas envolvidas na realização de uma venda, desde a estruturação e legalização da empresa até o momento em que o serviço é executado.

Todo negócio existe para gerar lucro para o empreendedor e oferecer benefícios ao contratante final. E tudo o que se relaciona com este processo gera despesas. Mesmo no segmento de Tecnologia da Informação, que se concentra principalmente na prestação de serviços de reparo e manutenção ou na área de software que visa o desenvolvimento, entrega e atendimento.

O que deve ser administrado

O primeiro passo para reduzir o custo de vendas é relacionar todas as etapas do processo. No ramo de TI, a principal despesa está relacionada ao tempo gasto na prestação de serviços. Deve-se estipular um valor único para cada fração de tempo trabalhado (horas, minutos, dia etc). Além disso, é preciso considerar o nível de conhecimento do profissional. O tempo de formação e experiência são fundamentais para definir o valor da sua mão de obra.

Mas não se pode negligenciar outras despesas como os custos para legalização da empresa, compra de eventuais equipamentos ou investimentos em sistemas e programas específicos.

Outro aspecto importantíssimo é o custo de aquisição de clientes (CAC). Significa o quanto é gasto para atrair e conquistar um novo consumidor. Envolve as despesas de marketing, as promoções, ações de captação, salários e comissões de vendedores, dentre outros.

Embora complexa, é uma métrica fundamental para a elaboração de orçamentos e previsões mais precisas sobre o quanto a empresa precisará investir no aumento de sua base de clientes. E tudo isso deve ter impacto na formação do preço final. Gerencie sua carteira de clientes de forma correta. Mais do que registrar dados, preocupe-se em administrar as informações relevantes para gerar novos negócios.

Acompanhe o histórico de faturamento e demanda gerada por cada contratante ao longo do tempo. A fim de identificar as mais importantes, aqueles que mais contribuem com o caixa de sua empresa e que merecem maior atenção.

Como reduzir o custo de vendas efetivamente

Após o levantamento de todas as despesas, organize as contas de acordo com suas origens. Exemplo: despesas fixas e variáveis, aquisição de equipamentos e softwares, aluguel do espaço de trabalho, etc. Na sequência, reveja as possibilidades de redução de custos de cada área, partindo das maiores despesas identificadas.

Tenha também uma relação dos softwares e programas necessários para suas atividades. O mais importante é encontrar o melhor custo/benefício com sistemas que vão corresponder à necessidade da empresa contratante e garantir a qualidade do serviço prestado.

Atender novamente um cliente atual custa em média cinco vezes menos que conquistar um novo. As taxas de aquisição serão bem menores, pois ele já conhece a empresa e já tem algum tipo de relacionamento. Crie estratégias para fidelização, capazes de estimular a recorrência de contratação. Feche contratos com empresas de maior porte oferecendo condições especiais, mas em prejudicar o fluxo de caixa de sua empresa.

Invista em ações de marketing de forma estratégica. Quando se trata de publicidade, não é a quantidade de dinheiro investida que conta, mas sim divulgar sua marca nos lugares certos utilizando os veículos corretos.

Seja para melhorar o seu preço final ou para aumentar sua margem de lucro, é fundamental procurar formas de como reduzir o custo de prestação de serviço. Mas isto não deve ser feito apenas para alcançar vantagem competitiva baseada em preço final. Tenha em mente que o ideal é o preço justo, que seja bom para quem contrata e também para quem presta o serviço.

E então, gostou do nosso artigo? Tem alguma dica ou dificuldade em relação ao custo de vendas na sua empresa? Deixe seu comentário!




No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.